Veja minha participação no Jornal da Gazeta

August 19, 2016 |

Televisão

Eva Wilma e Nicete Bruno, ambas octogenárias, encaram a partir de hoje, os papéis de Bete Davis e Joan Crawford no mítico filme O Que Terá Acontecido a Baby Jane. Numa mansão de Hollywood vivem duas ex atrizes mirins, envelhecidas e esquecidas. Uma delas em cadeira de rodas, devido ao acidente que acabou com a carreira de ambas. Só que Jane, vivida por Eva, está decidida a voltar aos holofotes. A tradução do texto de Henry Farrel e a direção são da dupla Charles Moeller e Cláudio Botelho, que estréiam em espetáculo não musical. No Teatro Porto Seguro.
O Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo chega à sua 27ª edição. Vai de 24 de agosto a 04 de setembro, apresentando cerca de 400 filmes de mais de 60 países, entre eles alguns premiados em Cannes ou com o Oscar. O festival tem direção de Zita Carvalhosa e organização da Kinoforum. Em seis cinemas da capital. Ingressos gratuitos. Programação em kinoforum.org/curtas.
O Teatro São Pedro está apresentando a ópera O Anão, do austríaco Alexander von Zemlinsky, inédita no Brasil. Baseada num conto de Oscar Wilde, conta a história de uma princesa espanhola que ganha de aniversário um anão! O anão se apaixona pela princesa, com o previsível final infeliz. Direção musical de André dos Santos, direção cênica de William Pereira e o competente elenco do teatro. De hoje ao dia 28, mais cinco apresentações.
O musical Forever Young, de Erik Gedeon, estréia hoje no Teatro Fecomercio. A produção, originada na Noruega, vem colhendo sucessos há 4 anos. No palco, Cláudia Ohana, Carmo Dalla Vecchia, Jarbas Homem de Mello, que também dirige, e Miguel Briamonte ao piano. Na trilha, sucessos conhecidos do rock pop mundial como I Will Survive, e claro, Forever Young.
E Fulvio Stefanini comemora 60 anos de carreira com a peça O Pai, inédita no Brasil, do premiado francês Florian Zeller. Fala sobre a relação de pai e filha, com o passar do
tempo. O elenco tem Carolina Gonzalez e Lara Córdula. A direção é do filho de Fulvio, Léo Stefanini. Boa Noite.



Veja minha participação no Jornal da Gazeta

August 12, 2016 |

Televisão

O galã de novelas Alexandre Nero começou sua carreira tocando e cantando em bandas, em sua cidade Natal, Curitiba. De formação é músico, compositor e ator. Agora no ápice, depois de viver dois personagens marcantes em horário nobre de TV, ele faz um mergulho em suas raízes. Com amigos paranaenses ele estreia hoje, no Teatro Vivo, o musical O Grande Sucesso. Se não conta sua vida, conta quanto pode levar para se ter um sucesso. A peça acompanha a última parte de um espetáculo. O público segue nos bastidores, um grupo de oito artistas secundários, que espera a vez de entrar no palco. Eles discutem suas carreiras em meio a números musicais. A trilha original é executada ao vivo. O texto e direção são de Diego Fortes.
O Museu de Arte de São Paulo abriu hoje para o público a mostra Portinari Popular, em que o curador do MASP, Adriano Pedrosa, reproduz a exposição e a expografia de Lina Bo Bardi para a mostra dedicada ao artista em 1970. São 18 pinturas do acervo do museu, e mais cerca de 30 garimpadas em coleções públicas e privadas, selecionadas de modo a ressaltar a preocupação social e de resgate das tradições culturais do pintor paulista, um dos maiores nomes da arte brasileira do século 20. Na mesma direção aponta a instalação de Thiago Onório, no primeiro subsolo, também aberta hoje, que junta ferramentas de trabalhadores usadas no restauro de um prédio histórico no centro de São Paulo.
Edu Lobo se instala de hoje a domingo no Sesc Pinheiros trazendo um show em que revisita seus sucessos e suas parcerias com Tom Jobim, Vinicius de Moraes, Chico Buarque e Capinam. Na esteira do álbum gravado ao vivo no Rio, em 2014, que comemorou seus 70 anos.
E para os fãs saudosos de David Bowie, André Frateschi e a banda Heróis fazem show hoje e amanhã com músicas do ícone pop no Teatro Morumbi Shopping. Boa noite.