Veja minha participação no Jornal da Gazeta

August 15, 2014 |

Televisão

A Bienal Internacional do Livro de São Paulo, em sua 23ª edição, começa daqui a uma semana exata, no Pavilhão de Exposições do Anhembi. É o maior evento do setor literário da América Latina. Ocupa um espaço gigantesco, para falar de livro, num país em que as tiragens são ridículas se comparadas ao número de brasileiros, onde o analfabetismo está longe de ter sido erradicado, e onde o interesse por tudo o que se produz na internet é imenso. É, portanto, mais um dos muitos milagres inexplicados do Brasil. Mas é ótimo que seja este sucesso! A Câmara Brasileira do Livro assina a iniciativa, agora em parceria com o Sesc São Paulo, que a ajuda na curadoria dos eventos e atividades culturais. Mais de 400. Além dos estandes das editoras, com centenas de lançamentos de livros, a feira terá espaços especiais para o contato com escritores e críticos. Na Arena Cultural, o visitante poderá encontrar best sellers estrangeiros como Harlan Coben, Ken Follet, Sally Gardner, Cassandra Clare e muitos mais. No Salão das Idéias estarão os brasileiros Cristóvão Tezza, Patricia Melo, Milton Hatoum, Luiz Ruffato, e críticos estrangeiros como Alex Ross, da New Yorker. Os jovens e as crianças terão os 650 metros quadrados do Espaço Imaginário. O anfiteatro terá shows de música, de Zelia Duncan a Hermeto Paschoal, e shows lítero-musicais, como o de Zeca Baleiro, contando os livros que o inspiraram. No espaço Cozinhando com as Palavras, o chef André Boccato reunirá seus pares: Roberta Sudbrack, Carla Pernambuco e até Palmirinha. E mais teatro, cinema, circo.
Enfim, serão 186 autores nacionais, 22 internacionais, quase 500 expositores, entre os daqui e os de fora, para um público que, na edição anterior chegou a 750 mil visitantes. Em dez dias!Isso é fantástico.Boa Noite.