Veja minha participação no Jornal da Gazeta

May 2, 2014 |

Televisão

Um astro pop da música erudita abre a temporada do Mozarteum Brasileiro, terça e quarta-feira na Sala São Paulo. Trata-se do violinista britânico Daniel Hope, que toca um autêntico Guarnieri de 1742. Tem quase 40 anos, mas está nos palcos desde os 11, quando acompanhava seu mestre, o mítico Yehudi Menuhin. Já tocou com todas as grandes orquestras e grandes maestros, mas se apresentou também com Steve Copeland, Sting e Ravi Shankar, e ao lado de Mia Farrow ou Klaus Maria Brandauer. Do encontro com o astrônomo Carl Sagan nasceu o interesse pelos mistérios do universo, inspirando o trabalho Spheres, lançado no ano passado. Aqui ele apresenta, em estréia para a América Latina, As Quatro Estações de Vivaldi transcritas por Max Richter, acompanhado da orquestra Arte del Mondo, que apesar do nome é alemã. A temporada do Mozarteum terá vários destaques, entre eles a Orquestra Philarmônia, regida por Vladimir Ashkenazy, em setembro.
O Balé da Cidade estreia amanhã, no Teatro Municipal, duas novas coreografias, no segundo programa da temporada 2014. A inspiração é latina: o tango e o mambo. A apresentação abre com a reprise de Uneven, coreografia do espanhol Cayetano Soto, com música de David Lang. Seguem-se as novas Bandoneon, do argentino Luis Arrieta sobre música de Astor Piazzola, e O Balcão do Amor, coreografia de Itzik Galili sobre música do cubano Perez Prado. O balé, dirigido por Iracity Cardoso, se apresenta com a Sinfônica Municipal, regida por Victor Hugo Toro. Até o dia 7
Só mais uma boa notícia: a partir de amanhã, todos os museus da Secretaria de Estado da Cultura, capital e interior, passam a ter entrada gratuita aos sábados. Aproveitem. Boa noite.