Veja minha participação no Jornal da Gazeta

May 12, 2017 |

Televisão

Em comemoração aos 50 anos do Tropicalismo, Zélia Duncan estrela, a partir de hoje, o musical “Alegria Alegria”, no Teatro Santander. Dirigida por Moacyr Góes, Zélia é a mestre-de-cerimônias que conduz a plateia pela história desse movimento que mudou a música brasileira na década de 60. As canções são de Caetano Veloso, Gilberto Gil, Torquato Neto, Os Mutantes e Tom Zé.
Indo ainda mais longe, Claudete Soares faz show amanhã no Sesc Pompéia, revisitando clássicos precursores da Bossa Nova, de autores como Caymmi, Vinicius, Lupicínio, Dolores Duran, Maysa, Tito Madi e Johnny Alf. Com ela no palco estará Alayde Costa.
Também no Sesc Pompéia estreou ontem o espetáculo Diásporas, com 45 atores em cena, reunidos nas companhias Elevador, Histriônica e Barulhentos. A dramaturgia de Cassio Pires sobre os deslocamentos de populações, cria três povos fictícios, pertencentes às culturas do mar, da montanha e do deserto. Direção de Marcelo Lazzaratto e música ao vivo de Greg Slivar.
O Teatro Eva Herz, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional, recebe a peça “Livia”, com os atores Sol Menezzes e o angolano Licínio Januário, que também assina a dramaturgia. Ambos dão vida à emocionante trajetória de um casal, da juventude à velhice.
A comédia “Não Vamos Pagar”, do italiano Dario Fo, estreia hoje, no Teatro Porto Seguro. Virginia Cavendish e Marcello Airoldi comandam o elenco, dirigidos por Inez Viana. Em cena, um grupo de mulheres decide invadir e saquear um supermercado, em repúdio à alta de preços.
E o museu A Casa apresenta uma exposição de bordados escolhidos pelo curador Renato Imbroisi pelo Brasil a fora. A montagem reproduz a estrutura de uma casa, com paredes, portas, janelas e cômodos feitos em tecidos bordados. Uma casa construída com pano, agulha e linha. Boa Noite.