Veja minha participação no Jornal da Gazeta

March 31, 2017 |

Televisão

São Paulo abriga, a partir do dia 5, mais uma edição da SP-Arte, a mais consistente feira de arte do continente. Criada e organizada por Fernanda Feitosa, sempre no Pavilhão da Bienal, no Ibirapuera, a feira reúne mais de 120 galerias, entre as grandes expositoras e o setor chamado Showcase, com espaços menores. Pelo menos um terço é de São Paulo mesmo. Mas vêm pelo menos 12 galerias cariocas, cinco mineiras, e de vários outros estados brasileiros. E mais galerias importantes de Nova York, Londres, Berlin, Madri, do resto da Europa, do México, Colombia e Uruguai. A feria ainda terá espaços organizados por curadores, um para exposições solo e outro, o Repertório, com uma coletiva de artistas brasileiros e internacionais que produziram até o final dos anos 80, e considerados fundamentais para a arte contemporânea.
A feira se espalha pela cidade, com a adesão de museus, instituições e galerias. A Gallery Night inaugura a semana de arte nos dias 3 e 4, quando a maioria das galerias paulistanas estará aberta para visitação noturna. Todas com exposições importantes, especialmente reservadas para este período, em que a cidade recebe colecionadores, curadores e imprensa do mundo todo. Só de nomes internacionais, dá para mencionar as exposições da japonesa Yoko Ono, no Instituto Tomie Ohtake, do francês Daniel Buren, na galeria Nara Roesler, e da colombiana Johana Calle, na Galeria Marilia Razuk. No centro, a Pivô recebe uma mostra de Alexandre da Cunha, escultor brasileiro radicado em Londres.
Entre as mostras de arte brasileira destaque para a da obra de Ermelindo Fiaminghi, no Instituto de Arte Contemporânea; de Nino Cais, na galeria Triangulo; de Gustavo Rezende, na sala 2 da Galeria Marilia Razuk; de Daniel Senise, também na Galeria Nara Roesler; e das fotos de Cláudia Jaguaribe na Casa Nova. Sem esquecer que o Museu de Arte Moderna está apresentando uma belíssima mostra com as pinturas e desenhos que fizeram de Anita Malfatti um dos grandes nomes do nosso modernismo.
Aproveitem. Boa noite.