Veja minha participação no Jornal da Gazeta

February 3, 2017 |

Televisão

Tem muita novidade chegando aos museus e galerias de São Paulo. O Museu de Arte Moderna, no Ibirapuera, abre na terça feira três novas mostras. Na sala grande, uma importante exposição de Anita Malfatti, um dos nomes de peso do modernismo brasileiro. A exposição comemora os 100 anos da primeira individual de Anita, em 1917, que marca o início do movimento modernista brasileiro, bem antes da semana de 22. Em crítica no Estadão, Monteiro Lobato elogiou o talento da artista, mas detestou seus modernismos. A curadora Regina Teixeira da Costa escolheu 70 obras, entre pinturas e desenhos de várias fases da carreira de Anita, e juntou a elas fotos e documentos de época. Na sala Paulo Figueiredo o MAM apresenta mostra que revive os breves anos da Galeria Domus, entre 1947 e 1951, pioneira do mercado de arte paulistano, especializada no modernismo. E o novo projeto parede do museu é assinado por Marcia Xavier, inspirado em rios e cidades.
Na Vila Madalena, o fotógrafo Bob Wolfenson abriu exposição de trabalhos recentes, no Anexo da Galeria Millan. São 28 fotos feitas em esquinas, cruzamentos e faixas de pedestres de 15 cidades do mundo. E a Galeria Raquel Arnaud recebe a arte do paulistano Tuneu. São papéis, telas e quatro esculturas, que marcam uma volta a este suporte depois de décadas. O hexágono é a inspiração para todas elas.
Nos Jardins, a Galeria Lume abriu exposição de Amalia Giacomini. Sua arte investiga, na pintura e no objeto, as superposições e transparências e seus efeitos óticos. A curadoria é de Paulo Kassab. A Galeria Baró abre amanhã mostra sobre a parceria das artistas Lea van Steen e Raquel Kogan. São 30 obras, entre vídeos, instalações e objetos interativos. Além das obras em conjunto, a mostra traz também uma seleção de suas produções individuais. Também amanhã a Galeria Nara Roesler abre a primeira individual do cubano Alexandre Arrechea no Brasil. Ele faz parte do coletivo Los Carpinteros, que já veio várias vezes. São cerca de 30 trabalhos, entre murais aplicados nas paredes da galeria, aquarelas e esculturas. Boa Noite.


Veja minha participação no Jornal da Gazeta

January 27, 2017 |

Televisão

A Pinacoteca de São Paulo anunciou esta semana que o projeto de incorporação do prédio da escola estadual, sua vizinha no terreno do Parque da Luz, finalmente vai se tornar realidade. No prédio da escola, cedido ao museu pelo Estado, depois de reforma, será inaugurada em 2018 a Pina Contemporânea. Ou seja, o novo espaço de quase 7 mil metros quadrados será dedicado às obras do acervo do museu que datam do século 21, e a mostras de arte contemporânea. O projeto é do tempo em que Marcelo Araujo era diretor do museu. Ou seja, tem uns dez anos. E, na época, contava com promessa de patrocínio do Banco Safra. Agora foi anunciado que os 5 milhões para a adaptação inicial do prédio serão captados na iniciativa privada. Com esta nova conquista, a Pinacoteca dividirá seu acervo pelos seus 3 edifícios, deixando a arte acadêmica e moderna no prédio principal, a arte dos anos 70 aos 2000 na Estação Pinacoteca, e a arte atual no prédio novo.
E os palcos paulistanos já retomaram seu ritmo. Aos espetáculos em cartaz se soma hoje um que promete ser sucesso. Trata-se da estréia do musical Roque Santeiro, texto de Dias Gomes proibido durante a ditadura, depois transformado em novela histórica pela TV Globo, há mais de 30 anos. Esta montagem tem direção geral de Débora Dubois e música de Zeca Baleiro. Os personagens de Chico Malta e Viúva Porcina, imortalizados por Lima Duarte e Regina Duarte, serão vividos agora por Jarbas Homem de Melo e Livia Camargo. Flavio Tolezani faz Roque Santeiro. Mas Zeca Baleiro avisa: o musical é diferente da novela desde o texto até a música. No Teatro FAAP.
Outro espetáculo que estréia hoje e certamente vai divertir é Loucas por Eles, com elenco comandado por Sueli Franco e direção de Fernando Cardoso. Também no palco, Vera Mancini, Cintia Fallabela, Ellen Rocche e Fafá Rennó. O texto é do argentino Marcos Carnevale, autor de Elza e Fred, sucesso no cinema. A versão é de Walcyr Carrasco. Cinco mulheres ficam presas num aeroporto e conversam. Só falam deles. No Teatro Fernando Torres, no Tatuapé. Divirtam-se. Boa Noite.


Veja minha participação no Jornal da Gazeta

January 20, 2017 |

Televisão

São Paulo se prepara para festejar seu aniversário na semana que vem. No próprio dia 25, o Centro Cultural Banco do Brasil abre a exposição O Corpo é a Casa, do austríaco Erwin Wurm. A curadoria é de Marcello Dantas. Wurm utiliza esculturas, vídeos, instalações, performances e intervenções para dar uma nova conotação a elementos do cotidiano. Tudo permeado de humor, numa crítica à cultura contemporânea do consumo. Entre cerca de 40 obras, destaque para a instalação Casa Gorda, que pesa 2 toneladas, montada logo na entrada do CCBB. A própria fachada receberá uma grande intervenção. E há peças interativas, com instruções do artista para o público.
O Museu de Arte Sacra, no Mosteiro da Luz, abre a mostra Filhos de Deus, do fotógrafo brasileiro Daniel Taveira, radicado no México. São 22 registros de personagens das mais variadas etnias americanas e afro americanas, em meio a rituais coloridos. Taveira capta o momento, o olhar, o movimento que nos une a todos, numa grande família, independente de cor, sexo ou nível social. A curadoria é de Jorge Brandão.
Sempre no dia 25, o Museu Afro Brasil abre exposição do fotógrafo maranhense Marcio Vasconcelos que, em vários livros publicados, pesquisou o artesanato maranhense, tradições afro brasileiras, as pegadas de Lampião e do Cangaço, e agora se inspira no poema Sujo de Ferreira Gullar, outro maranhense. São 100 fotos na mostra e 95 no livro que é lançado junto. Zeca Baleiro, também do Maranhão, lerá poemas de Gullar. Curadoria de Diógenes Moura.
E o Auditório Ibirapuera terá programação desde a manhã do dia 25, nos palcos interno e externo. A Orquestra do Auditório se apresentará com convidados como Chico Cesar, Jards Macalé, Marcelo Jeneci e Xênia França. A programação tem o formato de um programa de rádio, que será transmitido ao vivo pela CBN, com conversas com o filósofo Mario Sergio Cortella e o jornalista Gilberto Dimenstein sobre cultura compartilhada em espaços públicos da cidade. Aproveitem o feriado da cidade. Boa Noite.


Veja minha participação no Jornal da Gazeta

December 30, 2016 |

Televisão

O lendário tenor espanhol José Carreras incluiu o Brasil em sua última turnê, “A Life in Music”. Os concertos estão agendados para maio, em São Paulo, Rio, e Fortaleza. Carreras resolveu se aposentar, aos 70 anos, mas não sem antes se despedir do público que o consagrou como um dos três maiores tenores de sua geração, ao lado de Luciano Pavarotti e Plácido Domingo. O repertório vai do clássico ao contemporâneo e inclui medleys de melodias e árias famosas.
Outras duas lendas estarão juntas no palco em Curitiba, Rio, Porto Alegre e São Paulo, entre o fim de março e começo de abril. Elton John e James Taylor prometem um show inesquecível. A produção é da Time 4 Fun e os ingressos começam a ser vendidos nos dias 11 e 12 de janeiro, pela internet, e 13 de janeiro, nas bilheterias. Em São Paulo o show será no Allianz Park no dia 06 de abril.
Sting também virá a São Paulo em maio com a turnê 57th and 9th. O único show será no Allianz Park no dia 6 de maio. Os ingressos já estão sendo vendidos pela ingressorápido e nas bilheterias do estádio.
E a Sociedade de Cultura Artística já divulgou sua programação para 2017, com 10 concertos de atrações internacionais na Sala São Paulo, entre março e novembro. Destaque para dois pianistas, o inglês Benjamin Grosvenor e o húngaro Andras Schiff; para a Potsdam Chamber Orchestra com o flautista Emmanuel Pahud, o Trio Wanderer e a Orquestra Nacional do Capitólio de Toulouse. Ou seja, ótima música para todos os gostos em 2017. Boa Noite e Feliz Ano Novo.