Veja minha participação no Jornal da Gazeta

May 27, 2016 |

Televisão

Buscar a essência da ópera, que é colocar o teatro e a música, juntos, no palco, é o objetivo do diretor teatral Roberto Alvim e do maestro Emilio Patarra, com a montagem de “A Voz Humana”, famosa peça de Jean Cocteau, de 1930, musicada por Francis Poulenc. A estreia acontece hoje, no Club Noir, na Rua Augusta. No palco, a soprano Tati Helene e o pianista Diego Salles. Ela vive uma mulher que fala ao telefone com seu antigo amante. No princípio ela finge estar bem, mas, aos poucos, deixa transparecer seu verdadeiro estado emocional.
Outras duas boas montagens entraram em cartaz na cidade. Uma é o musical “As Quatro Faces do Amor”, com direção de Tadeu Aguiar. A peça comemora os 70 anos do músico Ivan Lins, e conta uma história de amor embalada pelas canções do compositor, tocadas ao vivo por um trio de piano, violino e violoncelo. No elenco, Amanda Acosta, André Dias, Jarbas Homem de Mello e Sabrina Korgut. No Teatro Nair Bello, no Shopping Frei Caneca.
Já o espetáculo “Isadora” está no Auditório do Masp. A peça é produzida, escrita e estrelada pela atriz Melissa Vettore e recria os últimos dias da bailarina e coreógrafa Isadora Duncan. Participação de Daniel Dantas e direção de Elias Andreato.
E o arquiteto e urbanista brasileiro Paulo Mendes da Rocha receberá, amanhã, aos 87 anos, mais uma homenagem internacional: o Leão de Ouro da Bienal de Arquitetura de Veneza, pelo conjunto da obra. Mendes da Rocha é o criador, entre outras coisas, do Museu Brasileiro da Escultura e do ginásio do Clube Atlético Paulistano, ambos na capital paulista. Mais específicamente, na mesma rua: o ginásio fica na rua Colombia, que é continuação da Avenida Europa, onde está o museu. Parabéns ao arquiteto!
Boa Noite.