Veja minha participação no Jornal da Gazeta

April 21, 2017 |

Televisão

O Centro Cultural Banco do Brasil abriu hoje em sua bela sede do centro de São Paulo uma grande mostra de pinturas e aquarelas do pernambucano Cícero Dias, o mais lírico e espontâneo de nossos modernistas. A curadora Denise Mattar, com a ajuda da filha do pintor, Sylvia Dias, escolheu 125 trabalhos que abrangem sua produção dos anos 20 até os 60. Na verdade ele trabalhou até 2003, quando morreu em Paris, aos 95 anos. Cícero Dias foi paisagista do interior de Pernambuco e do Recife, foi figurinista, namorou as cores do fauvismo, e o abstrato, mantendo um estilo inconfundível. No final da vida, optou por uma geometria confortável. Parte da mostra é dedicada a fotos, cartas e textos que ele trocou com amigos como Manuel Bandeira, Gilberto Freyre, Mario Pedrosa, Paul Elouard, Picasso e Calder, entre outros. A exposição, que não se deve perder, fica até julho, e segue em agosto para o Rio.
Nelson Felix abriu exposição esta semana ocupando os dois espaços da Galeria Millan, a sede e o anexo, com esculturas e desenhos da série Variações para Cítera e Santa Rosa. Pertence à mesma série a grande instalação que ele apresenta no momento no MAM do Rio. O artista carioca visitou a ilha de Cítera, na Grécia, e a cidade de Santa Rosa, no pampa argentino, e se inspira na relação e na disparidade entre os dois pontos visitados. Este é o quarto trabalho que Felix realiza dentro da série Método Poético para Descontrole de localidade, iniciado em 1984.
E a Companhia de dança Cisne Negro comemora seus 40 anos com espetáculo recém estreado no Teatro Santander. O título é Hulda, homenagem a Hulda Bittencourt, criadora deste corpo de baile, e da escola que tem quase 60 anos. Jorge Takla foi chamado para dirigir a montagem que reune cenas que remetem à história da companhia. A música é de André Mehmari, as coreografias de Dany Bittencourt e Rui Moreira, cenários de Nicolás Boni e figurinos de Fábio Namatame. E o elenco tem estrelas convidadas como Ana Botafogo e Daniela Severian. Boa Noite.