Veja minha participação no Jornal da Gazeta

August 12, 2016 |

Televisão

O galã de novelas Alexandre Nero começou sua carreira tocando e cantando em bandas, em sua cidade Natal, Curitiba. De formação é músico, compositor e ator. Agora no ápice, depois de viver dois personagens marcantes em horário nobre de TV, ele faz um mergulho em suas raízes. Com amigos paranaenses ele estreia hoje, no Teatro Vivo, o musical O Grande Sucesso. Se não conta sua vida, conta quanto pode levar para se ter um sucesso. A peça acompanha a última parte de um espetáculo. O público segue nos bastidores, um grupo de oito artistas secundários, que espera a vez de entrar no palco. Eles discutem suas carreiras em meio a números musicais. A trilha original é executada ao vivo. O texto e direção são de Diego Fortes.
O Museu de Arte de São Paulo abriu hoje para o público a mostra Portinari Popular, em que o curador do MASP, Adriano Pedrosa, reproduz a exposição e a expografia de Lina Bo Bardi para a mostra dedicada ao artista em 1970. São 18 pinturas do acervo do museu, e mais cerca de 30 garimpadas em coleções públicas e privadas, selecionadas de modo a ressaltar a preocupação social e de resgate das tradições culturais do pintor paulista, um dos maiores nomes da arte brasileira do século 20. Na mesma direção aponta a instalação de Thiago Onório, no primeiro subsolo, também aberta hoje, que junta ferramentas de trabalhadores usadas no restauro de um prédio histórico no centro de São Paulo.
Edu Lobo se instala de hoje a domingo no Sesc Pinheiros trazendo um show em que revisita seus sucessos e suas parcerias com Tom Jobim, Vinicius de Moraes, Chico Buarque e Capinam. Na esteira do álbum gravado ao vivo no Rio, em 2014, que comemorou seus 70 anos.
E para os fãs saudosos de David Bowie, André Frateschi e a banda Heróis fazem show hoje e amanhã com músicas do ícone pop no Teatro Morumbi Shopping. Boa noite.




Veja minha participação no Jornal da Gazeta

August 5, 2016 |

Televisão

O Largo da Batata, em Pinheiros, vai ser ocupado a partir de amanhã. Sim, mas por atores, músicos e público. Para o diretor Rogério Tarifa, esta também é uma espécie de ocupação, e vai de encontro aos anseios populares do momento. O espetáculo Ópera Urbe, Peste Contemporânea, será apresentado num teatrinho de madeira levantado com o auxílio da ONG A Batata Precisa de Você, que pretende transformar o Largo num local de convívio e não apenas de passagem. A peça é um drama musical atual, obra do músico Carlos Zimbher, que também estará no palco, com mais cinco atores e cinco músicos. Serão 14 apresentações, até 31 de agosto, sempre às 18h, e sempre gratuitas.
Um personagem de bastidor que fascinou a intelectualidade da primeira metade do século 20 foi Alice B. Toklas, a companheira da escritora Gertrude Stein, que recebia em sua casa de Paris de Picasso a Hemingway. Alice cozinhava bem, e servia bolos e biscoitos em cuja receita incluía um ingrediente especial, que deixava todos muito alegres: a maconha. A figura rendeu livros e peças. E a partir de segunda, no Sesc Consolação, Nicole Cordery a retrata de novo no monólogo Alice Retrato de Mulher que Cozinha ao Fundo, para cujo texto teve o auxílio do escritor americano Leon Katz, que entrevistou Alice nos anos 50.
Mudando de assunto, a Galeria Almeida e Dale, nos Jardins, abre no dia 9 uma grande mostra da arte de Ernesto de Fiori, artista italiano que viveu em São Paulo seus últimos anos de vida, de 1936 a 1945. De Fiori foi pintor e escultor de uma sensibilidade impar. Foi um perfeito cronista de sua época, o que melhor retratou a mulher, a sociedade, a vida de seu tempo. Ao todo são 22 esculturas, 25 telas, 9 guaches e 12 desenhos, datados de 1929 a 45. A curadoria é de Denise Mattar. Boa Noite.