Veja minha participação no Jornal da Gazeta

April 8, 2016 |

Televisão

A 12ª edição da SP-Arte, a mais importante feira de arte da América Latina, está em cartaz no Pavilhão da Bienal, no Ibirapuera, até domingo. O evento conta com 140 galerias, sendo 39 delas internacionais. Ligeiramente menor, este ano, o que era esperado, devido à crise que atravessamos. A de 2015 já tinha sido entre 10 e 12% menor que a anterior em valor de negócios. Mesmo assim, as grandes galerias brasileiras vieram todas, e de fora os destaques são a David Zwirner, de Nova York, as inglesas White Cube e Lisson e as italianas Continua e Cardi. Uma das novidades é um espaço dedicado ao mobiliário antigo, moderno e contemoraneo.
Amanhã, o Museu de Arte Moderna de São Paulo promove performance inédita do artista russo Fyodor Pavlov-Andreevich. Ele posará como modelo vivo, nu, por cinco horas, para quem quiser desenhá-lo, dentro do ambiente da mostra “Educação como matéria-prima”. A cada 15 minutos o artista troca de posição e os participantes trocam de cadeira, em sentido anti-horário, e começam um novo desenho. Na ação, o artista também convida as pessoas a se despirem e entrarem na performance. Para participar, é preciso ser maior, ou ter consentimento de pais ou responsáveis.
No Teatro Sérgio Cardoso, Ary França comanda o elenco do clássico “Esperando Godot”, de Samuel Beckett. Além da peça, o público também poderá ver, no saguão, o figurino que Cacilda Becker usou na histórica montagem de Flávio Rangel, de 1969. No papel de Estragon, um personagem masculino, a atriz teve um derrame cerebral em cena, e morreu dias depois, aos 48 anos. Esta semana Cacilda teria completado 95 anos.
O Sesc Pompeia, na capital paulista, recebe o espetáculo “Processo de Conscerto do Desejo”, dirigido e encenado por Matheus Nachtergaele. A montagem é uma homenagem do ator à mãe, a poetisa Maria Cecília Nachtergaele, que morreu quando ele tinha três meses de vida. O ator declama os poemas da mãe.
Boa Noite.