Veja minha participação no Jornal da Gazeta

June 24, 2016 |

Televisão

Paulinho da Viola sobe ao palco do Teatro Net São Paulo, de hoje a domingo, cercado dos filhos, a cantora Beatriz Rabello e o violonista João Rabello, que faz parte do quinteto que acompanha o compositor. Trata-se de um show informal, intimista, uma degustação da obra de Paulinho da Viola, das músicas mais lentas aos sambas de quadra. Uma bela oportunidade para os fãs deste autor tão importante na MPB.
Já a Pinacoteca do Estado traz a São Paulo, a partir de sábado, um dos mais importantes acervos particulares da Europa. São 137 obras da coleção da alemã residente na Espanha, Helga de Alvear, que foi galerista e uma das fundadoras da ARCO, feira de arte contemporânea de Madri, que só perde em idade para a de Basel. São pinturas, desenhos, gravuras, esculturas, vídeos e instalações, dos anos 30 até hoje, mas com ênfase na década de 60. Muitas obras e artistas são inéditos no Brasil. Mas o público reconhecerá obras de Kandinsky, Duchamp, Albers, Donald Judd, Gerhard Richter, Cindy Sherman, e os brasileiros Jac Leirner, Iran do Espírito Santo e José Damasceno, entre muitos outros. A mostra contrapõe, intencionalmente, obras de cunho fantasioso a outras de vertentes construtivas. Os curadores são Ivo Mesquita e José Augusto Ribeiro. Até 26 de setembro.
E a Galeria Fortes Vilaça apresenta, também a partir de sábado, em seus dois endereços, a sede na Vila Madalena e o Galpão da Barra Funda, uma mostra de Janaina Tschäpe, artista alemã e brasileira, radicada em Nova York há quase 20 anos,e com uma carreira internacional intensa. Ela expõe 7 fotos e 7 pinturas, de grandes dimensões, sempre inspiradas pelo mundo aquático, que tem sido seu habitat artístico há anos. Nas fotos ela persegue àguas vivas da Oceania, que rejuvenescem quando em perigo, com tudo o que isso representa como parábola. Nas pinturas deixa o gesto solto fluir sobre as telas, como líquido corrente. São duas mostras importantes. Aproveitem.
Boa Noite.