Veja minha participação no Jornal da Gazeta

November 27, 2015 |

Televisão

A obra de Sergio Camargo, um dos maiores nomes da arte brasileira do século 20, viveu de 1930 a 1990, será a última grande mostra do Itaú Cultural de 2015. Os curadores Paulo Sergio Duarte e Cauê Alves ocuparam todos os andares expositivos do prédio da avenida Paulista com 100 obras de vários períodos e diversos tamanhos e formatos, reunidas sob o título “Luz e Matéria”. E até reproduziram o último ateliê do artista, em Jacarepaguá, no Rio. Torres, relevos, torsos femininos, esculpidos em mármore Carrara branco ou em negro belga, estudos em gesso, madeiras, e muita documentação sobre vida e obra completam a mostra. A exposição abre amanhã, fica até fevereiro, e certamente é uma das mais importantes em cartaz na cidade.
Ivaldo Bertazzo estréia amanhã seu novo espetáculo, com os alunos do curso Gesto Orientado, realizado no Sesc Vila Mariana. No ginásio local, Ivaldo coloca 100 pessoas no palco para desmontar fronteiras entre o esporte e a dança, e incentivar o movimento harmônico na melhora da qualidade de vida. O bailarino tem experiência de mais de 20 espetáculos, que colocaram no palco cidadãos não profissionais de dança. O resultado é sempre revigorante.
Até 6 de dezembro com entrada gratuita. Anna Maria Kieffer lança na terça-feira, no Museu da Imagem e do Som, um CD Livro que é uma verdadeira epopéia. Ela se propôs musicar os sermões do Padre Antonio Vieira, e contar suas peripécias na defesa dos índios, no interior do Maranhão e Pará, no século 17. Para tanto reuniu cantores líricos, além dela própria, mais coros, compositores eruditos contemporâneos, maestros, pesquisadores e um ator português. E alinhavou desde cantos criados por ela, há cantos gregorianos, a cantares indígenas pesquisados desde o século 17, até à música eletroacústica. Uma seleção dos trechos dos sermões vão contando a história, no belo português de Vieira. Uma obra sofisticada, de cunho histórico, mas que pode encantar qualquer público. Boa Noite.