Veja minha participação no Jornal da Gazeta

August 14, 2015 |

Televisão

Estamos em plena semana do Design Weekend, que apesar do nome começou na terça-feira e vai até o domingo. A cidade está repleta de mostras de design. Uma das mais significativas abriu hoje para o público, no Instituto Tomie Ohtake. Trata-se do mobiliário criado pelo arquiteto Ruy Ohtake, também autor do prédio do instituto. E é interessante conferir como as formas audaciosas de sua arquitetura também aparecem em seu mobiliário, produzido nas últimas duas décadas. São poltronas, bancos, aparadores e namoradeiras. Cinco projetos são inéditos. Uma dica: ainda está em cartaz no instituto, a bela exposição de Miró, cujo encerramento foi prorrogado até o dia 23.
A semana do desenho também agita o Jockey Club. Estão lá, até o domingo, o 22º Salão de Arte, organizado anualmente por Vera Chaddad, e o MADE (Mercado de Arte e Design) criado e curado por Waldick Jatobá. O Salão, que nasceu e está de volta ao Jockey, reúne antiquários e galeristas, principalmente, mas também joalheiros e artistas independentes. A MADE faz um garimpo das novas promessas do design brasileiro. Por coincidência, o Salão faz uma homenagem à obra escultórica de Tomie Oktake, numa mostra curada pelo seu outro filho, Ricardo.
E no momento em que o design está em pauta, nada mais oportuno do que uma exposição que coloca lado a lado o produto de artesãos e artistas eruditos. É o que faz a partir de hoje o espaço A Casa, museu do objeto brasileiro, em sua bela sede em Pinheiros. Em mais uma coincidência, ao lado do Instituto Tomie Ohtake. A mostra é só de cerâmicas. E a curadora Adélia Borges reuniu desde artefatos indígenas, a peças de criadores populares como os Nunes, de União dos Palmares, Alagoas, ao mega designer contemporâneo carioca Bruno Jahara.
Aproveitem estes dias de bom desenho. Boa Noite.