Veja minha participação no Jornal da Gazeta

August 7, 2015 |

Televisão

Antonio Nóbrega e sua companhia de Dança estréiam amanhã no Sesc Pinheiros seu mais recente espetáculo: Pai. Sempre em busca de um vocabulário brasileiro do movimento, Nóbrega persegue, desta vez, a ausência da figura do arquétipo masculino e paterno na dança e na cultura brasileira. Bem ao seu estilo, com humor, festa e celebração. Só duas apresentações.
Outro grupo que ficou internacionalmente famoso por sua procura de um gestual brasileiro na dança contemporânea, o mineiro Grupo Corpo, comandado pelos irmãos Paulo e Rodrigo Pederneiras, chega ao teatro Alfa no dia 12 para uma temporada de duas semanas. Os fantásticos bailarinos do Corpo trazem duas novidades que celebram os 40 anos do grupo: Dança Sinfônica, sobre música de Marco Antonio Guimarães, do grupo Uakti, e Suite Branca, com música de Samuel Rosa, do Skank, ambas compostas para o Corpo.
Duas mostras de artistas estrangeiros importantes abriram esta semana. O francês Christian Boltanski está na Baró Galeria, apresentando a instalação Heartbeats, com espelhos, luz e vídeo, uma adaptação da instalação Les Archives du Coeur, que há dez anos anda pelo mundo, coletando batimentos cardíacos do público. O trabalho vai se completando à medida que os registros são adicionados ao arquivo do artista, guardado no Japão. E o mexicano Damián Ortega está na Fortes Vilaça mostrando duas instalações de isopor, resultantes de seu trabalho junto a escultores do carnaval carioca.Finalmente, um testemunho dos tempos que vivemos: o jovem fotógrafo Ian Maenfeld apresenta uma série de fotos em preto e branco, tiradas nas manifestações que aconteceram em São Paulo a partir de junho de 2013. Focada mais nos personagens, a mostra é documental e poética. Está no Salão de Fotografias Consigo, no centro.
Boa Noite.