Veja minha participação no Jornal da Gazeta

June 19, 2015 |

Televisão

Começa às 18h de amanhã a 11ª edição da Virada Cultural de São Paulo. Desta vez, o evento ficará menos concentrado no Centro, e terá mais palcos em bairros e na periferia. Mesmo assim, os principais destaques da programação, como os cantores Fábio Jr. e Lenine, vão se apresentar no Palco Júlio Prestes, em frente à Estação, que deverá ser um dos mais disputados do evento. Será ali, também, que Caetano Veloso vai encerrar a programação da Virada, com show marcado para as 18h do domingo. Dentre as atrações, a Virada repete a feira gastronômica no Elevado Costa e Silva, a partir das 15h de sábado, com destaque para a já famosa Galinhada do chef Alex Atala. Além de shows, espetáculos musicais também preenchem a programação, como uma montagem sobre Rita Lee e o ator e cantor Tiago Abravanel, interpretando Tim Maia. Segundo a Prefeitura, o orçamento desta edição da festa ficou bem próximo ao do ano passado: R$ 14 milhões. Sendo que R$ 9 milhões são destinados ao cachê das 1.500 atrações, todas gratuitas.
A Osesp também participa da Virada. A orquestra paulista toca hoje e amanhã à noite e domingo de manhã, na Sala São Paulo, regida pelo dinamarquês Thomas Dausgaard,
com solo do pianista espanhol Javier Perianes, um programa que tem Nielsen, Ravel e Richard Strauss. A orquestra de Câmara da Osesp toca domingo à tarde na Sala São Paulo. E o Coral da Osesp canta domingo à tarde na Pinacoteca do Estado.
O Sesc tem intensa programação em todas as suas unidades da capital, com destaque para a grande exposição de Marcelo Nitsche, no Sesc Pompéia, e para as apresentações da companhia Teatro do Incendio, no Sesc Bom Retiro. E o Museu da Imigração, na Mooca, realiza no fim de semana a 20ª festa do imigrante, com expositores de alimentação e artesanato e shows de 40 diferentes nacionalidades. A programação completa está em viradacultural.prefeitura.sp.gov.br. Boa noite.