Veja minha participação no Jornal da Gazeta

May 15, 2015 |

Televisão

O Instituto de arte Contemporânea, IAC, está apresentando desde ontem, no MuBA, museu da Escola de Belas Artes de São Paulo, uma mostra sobre o concretismo de Judith Lauand, focada em sua obra dos anos 50. São mais de uma centena de trabalhos, escolhidos pelo curador Celso Fioravante em 22 coleções públicas e privadas de Rio e São Paulo. Vão desde cadernos de rascunho a desenhos rigorosos, xilogravuras e pinturas. O interessante é que Judith formou-se na Escola de Belas Artes, que ocupava então o prédio onde hoje está a Pinacoteca do Estado. Desde 1952, depois de uma mostra no Museu De Arte Moderna, ela ficou conhecida como a dama do concretismo, um grupo artístico essencialmente masculino.
Na OCA, no Ibirapuera, será aberta amanhã a exposição “Reverta”. Nela, vinte artistas usam materiais reciclados do lixo para criar obras de arte. A curadoria é de Marcio Debellian e Paulo Mendel. E dentre os artistas participantes estão as craques Jac Leirner e Lenora de Barros.
Na música erudita, o regente francês Stéphane Denève assume o comando da Osesp por duas semanas. Hoje e amanhã, na Sala São Paulo, o programa contará com a “Sinfonia Fantástica”, de Berlioz, e trilhas sonoras de filmes como Contatos Imediatos, composta por John Williams, e Um Corpo que Cai, criada por Bernard Hermann.
E dois destaques na música popular: será inaugurada amanhã, no Itaú Cultural, na Avenida Paulista, a “Ocupação Dona Ivone Lara”, dedicada à vida e obra da sambista que, com mais de 90 anos, ainda segue presente na história musical do País. São centenas de imagens, vídeos, músicas, figurinos, cavaquinhos e outros instrumentos, que documentam a trajetória da artista. Também amanhã, no Citibank Hall, quem se apresenta é o multitalentoso Zeca Baleiro, com o show “Chão de Giz”, cantando músicas de Zé Ramalho.
Boa noite.






Veja minha participação no Jornal da Gazeta

May 8, 2015 |

Televisão

Um encontro entre expoentes das artes visuais de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e Portugal toma conta do Sesc Pinheiros. É o projeto “Às Margens dos Mares”, que começa hoje e segue até agosto. Com curadoria de Agnaldo Farias, a exposição traz obras de doze artistas. Entre eles, os brasileiros Arnaldo Antunes, Guto Lacaz e o coletivo Chelpa Ferro, os moçambicanos Maimuna Adam e Mauro Pinto, as portuguesas Catarina Botelho e Susana Gaudêncio e o fotógrafo angolano Kiluanji Kia Henda.
A Orquestra Sinfônica do Estado se apresenta até amanhã na Sala São Paulo, regida pelo finlandês Osmo Vänskä, diretor musical da Orquestra de Minnesota. A solista convidada é a premiada violinista moldava Patricia Kopatchinskaja. No repertório, Beethoven, Magnus Lindberg e Mendelssohn-Bartholdy.
O Auditório Ibirapuera está apresentando mais uma edição do Festival O Boticário na Dança. As atrações são Israel Galván, da Espanha, Akram Khan, do Reino Unido, a companhia sueca Cullberg Ballet e o grupo do inglês Michael Clark. A dança brasileira é representada por Antonio Nóbrega, pelo grupo Raça e pelo Balé da Cidade de São Paulo. No domingo, às 18h, haverá um espetáculo gratuito com Michael Clark e Raça, na área externa do Auditório.
Nos palcos, a dica é a comédia “A Banheira”, de Gugu Keller, no Teatro Folha do Shopping Pátio Higienópolis. No enredo, um respeitável pai de família leva para casa uma amante bastante inusitada. O elenco é encabeçado por Anderson Müller, dirigido por Alexandre Reinecke.
E a Associação Brasileira de Críticos de Arte anunciou o resultado do Prêmio ABCA relativo a 2014. Dentre os ganhadores, destaque para o fotógrafo Sebastião Salgado e para o artista plástico Cildo Meirelles. Os troféus serão entregues no próximo dia 19, no Sesc Vila Mariana. A lista completa dos premiados está em abca.art.br.
Boa Noite.