Veja minha participação no Jornal da Gazeta

July 14, 2017 |

Televisão

O rabino escritor Nilton Bonder e a atriz e diretora Clarice Niskier acabam de estrear A Cabala do Dinheiro, no Teatro Eva Herz, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional. A dupla já nos deu um espetáculo inesquecível, A Alma Imoral, em cartaz sem interrupção há 11 anos. Esta nova montagem é baseada no livro homônimo de Bonder, com extratos de outros dois livros, a Cabala da Inveja e a Cabala da Comida, que formam sua trilogia da Cabala. Seguem a máxima judaica que diz que “uma pessoa se faz conhecida por seu copo, seu bolso e seu ódio”. Nesta peça, Clarice adaptou o texto e dirige os atores Leticia Tomasella e Marcos Reis, ora narradores ora personagens. Nas histórias, a relação do indivíduo e da sociedade com o dinheiro, a prosperidade, o compartilhamento, a abundancia e a escassez. A peça é uma discussão ética sobre a mágica das trocas humanas.
O Itaú Cultural apresenta hoje a Filafro – Filarmônica Afro Brasileira, no espetáculo “Pra Não Ficar Parado”. No repertório, ritmos tradicionais do Brasil: baião, maxixe, samba e choro, além do angolano quizomba. Sob regência do maestro Josoé Polia, a filarmônica se apresenta com 16 músicos, e conta com a participação especial do pianista cubano Pepe Cisneros. Uma especialidade são versões orquestradas com características africanas para composições de Paul McCartney, Tom Jobim e Vinícius de Moraes, Guerra Peixe, os contemporâneos Yaniel Matos e Sara Negritri, e o próprio Polia, que terá duas músicas inéditas apresentadas.
E o Sesc Pompéia apresenta, amanhã e domingo, o “Concerto Homenagem a Liége Piazzolla”, obra de Astor Piazzolla. Artistas argentinos e brasileiros se reunem neste tributo ao maestro e compositor portenho Piazzolla, falecido há 25 anos. A formação é inédita e traz, entre outros, músicos como Eduardo Isaac, considerado o melhor intérprete de Piazzolla em violão do mundo, Daniel Binelli, bandoneonista que tocou com o mestre, além de Claudio Cruz, violinista brasileiro, spalla e regente da Osesp, vencedor do Grammy Latino em 2002. Boa Noite.





Veja minha participação no Jornal da Gazeta

July 7, 2017 |

Televisão

Geraldo Azevedo traz o forró e o clima de São João à Casa Natura Musical em show, esta noite, a partir das 22h. Os festejos juninos são tradição no calendário de shows do artista, que todo ano participa do São João do Nordeste e faz um grande arraial no Rio de Janeiro. Neste ano, pela primeira vez, encerra o calendário de festas em São Paulo, com o Arraiá da Casa Natura Musical.
No teatro, Paula Cohen estreou esta semana o monólogo “Carne de Mulher”, no Teatro de Arena. O texto dos italianos Dario Fo e Franca Rame foi traduzido e adaptado pela própria atriz. É a história de uma prostituta, presa num manicômio judiciário por ter ateado fogo ao escritório de um industrial. Uma mulher massacrada pelos abusos, que se revolta contra seus opressores.
Ainda nos palcos paulistas, destaque para dois monólogos: “A Voz que Resta”, com Gustavo Machado, escrito e dirigido por Vadim Nikitin, em cartaz no Sesc Ipiranga; e “O Compositor Delirante”, com Daniel Kronenberg, que cumpre temporada no espaço InBox Cultural. Em “A Voz que Resta”, um escritor frustrado se muda e deixa uma última e trágica mensagem ao grande amor da sua vida, sua vizinha. Já “O Compositor Delirante” é inspirado na vida e obra de Beethoven: sobre o artista e seus questionamentos.
E uma importante mostra de arte abriu esta semana no Museu Lasar Segall. São os “Tesouros da coleção Fundação MAPFRE – Obras de papel”, mostrando uma seleção de 59 desenhos dos séculos 19 e 20. Entre os artistas expostos, Degas, Matisse, Rodin, Klimt, Miró, Picasso e Dalí. Certamente vale uma visita. Boa Noite.