Veja minha participação no Jornal da Gazeta

September 5, 2014 |

Televisão

O Theatro Municipal de São Paulo estreia amanhã uma nova montagem da ópera Salomé, de Richard Strauss, cantada em alemão, com legendas. O texto é baseado na peça de Oscar Wilde, sobre o episódio bíblico em que Salomé pede a Herodes a cabeça de São João Batista. Os destaques do elenco são todos estrangeiros. Salomé é vivida pela soprano alemã Nadja Michael que já interpretou o papel em Milão e Londres. Herodes é o tenor inglês Peter Bronder; Herodíades é a mezzo soprano alemã Iris Vermillion e João Batista é o barítono americano Mark Steven Doss. São oito récitas até o dia 20, as três primeiras com o elenco principal. A direção musical é de John Neschling, e a artística é de Livia Sabag, que preferiu uma cenografia atemporal. A montagem tem tudo para agradar os amantes da ópera.
No teatro, duas estreias hoje. A primeira traz Gabriela Duarte numa adaptação do filme Através do Espelho, de Ingmar Bergman, de 1961. O texto para teatro é de Jenny Worton. A personagem de Gabriela volta ao seio da família depois de uma temporada num hospital psiquiátrico. A instabilidade da jovem provoca atritos numa família já bem desestruturada. A principal questão da peça é: o que podemos fazer por quem amamos? O elenco tem Nelson Baskerville, Max Lentini e Marcos Suchara. O diretor Ulisses Cruz garante que a montagem é acessível, sem deixar de ser um Bergman. No teatro Anchieta, até 4 de outubro.
A outra estreia de hoje é Medéia: 1 Verbo, de Sergio Roveri com direção de Marco Antonio Rodrigues. É um espetáculo do Grupo Folias, em seu próprio teatro. Uma livre adaptação do clássico de Eurípides, sobre a mãe que mata os filhos para se vingar do marido. Só que aqui, a ação se passa num presídio, onde Medéia é contemplada com o benefício da dúvida. Parece engenhoso. Em cartaz até 30 de novembro. Boa Noite.