Vai fazer falta

May 22, 2013 |

Ponto de Vista

Não posso dizer que o Dr Ruy Mesquita tenha sido um pai para mim, porque eu tive, e ainda tenho um pai ótimo. Mas que minha convivência com ele, com seu irmão, com seus filhos foi determinante na minha vida e na minha formação como homem, cidadão e jornalista, não há dúvida. O Jornal da Tarde e o Estadão formaram uma legião de bem pensantes. Dr Ruy sempre foi o exemplo. Igual a eles, minha família apoiou o golpe de 64, contra o comunismo. Mas foi com os Mesquitas que eu entendi que o contrário do comunismo não é a ditadura de direita, que é igual com sinal invertido, mas a liberdade. Eu entrei para o JT muito jovem, no meio da faculdade, ainda em formação. Foi lá, para sorte minha, que eu me tornei o que sou, seguindo o exemplo que eu via. Sempre tive medo que, depois que o Dr Ruy se fosse, viria o dilúvio. Mas as palavras finais do texto de hoje do Fernão, no Estadão, por sinal muito bonito, me reconfortaram, e me derama esperança de que ainda haja força para seguir na defesa da liberdade na geração que tomará o timão. Salve Dr Ruy! Descanse em paz


2 Comentários

  1. erika 06/25/2013

    Sono molto felice di aver trovato questo sito. Voglio ringraziarvi per il tempo che spendete, è una lettura meravigliosa! Io sicuramente mi sto godendo ogni post e ho gia’ salvato il sito tra i segnalibri per non perdermi nulla!


  2. web design roma 06/25/2013

    Bell’articolo, ma concordo con chi dice… si spera sempre che alla fine vada tutto per il meglio!


Deixe seu comentário: